Indexação de conteúdo

O termo “index”, segundo o dicionário Oxford, se refere à “uma lista em ordem alfabética de nomes, objetos, etc., com referência às páginas nas quais eles são mencionados”. O verbo “indexar” seria então a ação de adicionar um nome, objeto, etc., a uma lista, assim como a informação sobre onde encontrar a sua origem.

Na internet indexar é adicionar algum tipo de conteúdo online a uma lista, normalmente, para que terceiros possam encontrar este conteúdo mais facilmente. Isto originou as páginas de busca online, como o famigerado Google, o Bing, Yahoo Buscas e outras ferramentas.

Aqueles que buscam por assuntos específicos podem digitar palavras chave em algum motor de busca e então obterá como resultado tudo que há na lista de material indexado desse motor que contenha as palavras chaves buscadas.

Indexando conteúdo

Mas como um conteúdo é indexado às listas das ferramentas de busca na web? Há várias maneiras!

Os próprios motores de busca realizam essa indexação ao buscar, por meio de softwares, o que existe na internet e, ao encontrar uma página que ainda não consta no seu catálogo, por exemplo, esta ferramenta irá indexar este novo conteúdo para que seja apresentado ao usuário quando este realizar uma busca a qual o conteúdo desta página atenda;

Ao criar um novo site ou página o próprio criador pode solicitar que as ferramentas de busca adicionem este conteúdo ao seu catálogo, indicando a sua localização, facilitando assim o trabalho destes buscadores e também garantindo que a sua página seja encontrada e indexada mais rapidamente;

Há ferramentas para que conteúdos sejam relacionados imediatamente à determinadas listas, como o uso das hashtags nas redes sociais: palavras ou frases que são escritas em sequência ao uso do símbolo de cerquilha (#). Por exemplo, ao adicionar #hashtag à uma publicação, esta será automaticamente adicionada a uma lista que contém todas as publicações que utilizaram-se deste recurso com esta mesma palavra.

Os motores de busca têm interesse em buscar e adicionar ao seu catálogo novos conteúdos para que possam oferecer o melhor serviço aos seus clientes, apresentando não só o maior número de resultados possíveis bem como categorizados por ordem de relevância e que ofereçam a melhor experiência de usuário. Foi levando em conta estes fatores que o Google se tornou um referencial quando se trata de busca online.

É de interesse dos produtores de conteúdo a indexação de suas páginas pelos motores de busca para que o seu conteúdo possa alcançar um grande número de pessoas, ao aparecer como um resultado de busca.

Também ser um dos primeiros resultados é muito importante. Para poder alcançar um bom ranqueamento orgânico (não pago) no principal site de buscas, o Google, vários requisitos devem ser preenchidos. Os Google Bots (robôs de busca) analisam todas as características da página: como a informação está disposta, se há o uso de recursos audiovisuais, ortografia, relação com outros conteúdos e diversos outros itens. Para atender estes requisitos se pratica o Search Engine Optimization, Otimização para Mecanismos de Busca (SEO, em inglês), um conjunto de técnicas que permitem que os Bots reconheçam que uma página possui um bom conteúdo e oferece uma boa experiência ao usuário.

Nas redes sociais é possível indexar o conteúdo de publicações utilizando a hashtag. Na rede social Twitter os usuários podem acompanhar os assuntos mais comentados no seu país e no mundo por meio dos Trending Topics, uma lista com as hashtags mais publicadas.

 

Também é possível impedir a indexação de conteúdo pelos motores de busca. Pois tudo que está publicado na internet é indexável e nem todos querem seus conteúdos aparecendo como um resultado de busca. Para evitar a indexação de sites inteiros ou mesmo de apenas uma página presente dentro de um site, há recursos como a edição do código HTML da página. Ao ler o comando de não indexação os bots compreendem que aquele conteúdo não deve ser exibido como um resultado de busca e assim excluem qualquer resultado que leve a ele, mesmo que hajam links para esta página / site em outras fontes.

AUTORES:
Barbara Brayner
Jessica Godoy
Luciano De Marchi

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *