Algoritmos

O uso da internet vem atraindo cada vez mais usuários – segundo o levantamento dos serviços online Hootsuite e We Are Social, são mais de 4 bilhões de pessoas conectadas à rede. Com um número expressivo e em constante crescimento, a internet busca compreender as buscas realizadas na rede por meio de lógicas de programação, para assim oferecer as informações de maneira mais compatível com o interesse dos usuários.

No contexto digital, os algoritmos são entendidos como uma sequência lógica de programação com a finalidade de atingir ou responder uma atividade específica. A partir de uma lista de procedimentos definida, as instruções são executadas passo a passo.

Para serem utilizados, os algoritmos estão diretamente ligados aos programas ou softwares, que são o conjunto dos algoritmos em uma dada linguagem de programação para que o computador possa interpretá-la. Logo, o algoritmo é a peça fundamental para o campo da computação e da programação. Ao desenvolver um programa, entende-se que o processo é, em sua essência, a construção de algoritmos, que possam resolver questões matemáticas lógicas com um objetivo final específico, como definiriam especialistas da área.

A partir dos algoritmos, as informações do usuário estão sendo utilizadas pelas empresas, que as consomem a partir das suas áreas de tecnologia ou até mesmo contratam terceirizadas especialistas em processamento de dados. Isso é feito com a intenção de estudar aspectos e hábitos de consumo do usuário, para que assim as instituições possam definir características de seus produtos e serviços de maneira mais assertiva, bem como conectar todos os dados por meio do negócio dos algoritmos e o chamado big data – armazenamento de informações e dados do usuário, de acordo com matéria divulgada no El País.

Ao pensar na aplicação dos algoritmos em canais de mídias sociais, como o Facebook, entende-se a importância deles na relação do conteúdo disponibilizado para o usuário. O vice-presidente de product management do Facebook, Adam Mosseri,  explica em vídeo como o feed de notícias da rede social funciona. De acordo com Mosseri, o “objetivo é conectar as pessoas às publicações que mais interessam a elas. E que, para fazer isso, o Facebook utiliza um algoritmo, que chama de Ranking”.

Dessa maneira, o usuário teria acesso, prioritariamente, à conteúdos e informações selecionadas pelo algoritmo, de acordo com seus interesses e comportamento prévio. Apesar de ser uma maneira de levar um conteúdo ao usuário com probabilidade de interessá-lo, o comportamento do algoritmo pode, em maior ou menor grau, distanciar o usuário de outros conteúdos e isolá-lo acerca dos seus próprios interesses.    

Ao desenvolver os seus algoritmos, o Facebook anunciou, em janeiro de 2018, uma “mudança […] que passará a favorecer posts de amigos, familiares e grupos, diminuindo o alcance de posts de marcas”. Assim, as empresas que divulgam conteúdos na rede social observam o impacto da mudança nas publicações de fanpages e seu engajamento.    

Com isso, percebe-se que o uso dos algoritmos é fundamental para sustentar todas as atividades do mundo digital, mas que ainda é necessário pensar sobre como eles são utilizados pelas empresas que buscam cada vez mais entender os interesses dos usuários.

 

Referência

CERQUEIRA, Adriano; MAGOGA, Daiane L; OLIVEIRA, Eduardo; DOS SANTOS, Fábio Oliveira. Lógica: uma ferramenta indispensável na programação de computadores. Centro Universitário Anchieta, 2013. Disponível em < https://www.devmedia.com.br/logica-uma-ferramenta-indispensavel-na-programacao-de-computadores/28386>. Acesso em 2 de setembro de 2018.

CIRIANO, Douglas. Mais de 4 bilhões de pessoas usam a internet ao redor do mundo. Tecmundo, 2018. Disponível em: <https://www.tecmundo.com.br/internet/126654-4-bilhoes-pessoas-usam-internet-no-mundo.htm>. Acesso em 9 de setembro de 2018.

COSTA, Thaís. O pesadelo de todo marketeiro: Facebook muda algoritmo e diminui alcance de marcas. Mas nós temos a solução: confira! Marketing de Conteúdo, 2018. Disponível em: <https://marketingdeconteudo.com/facebook-muda-algoritmo/>. Acesso em 02 de setembro de 2018.  

CUSTÓDIO, Mônica. Como funciona o algoritmo do Facebook, segundo o Facebook. Resultados Digitais, 2017. Disponível em <https://resultadosdigitais.com.br/blog/algoritmo-facebook/>. Acesso em  02 de setembro de 2018.

DONCEL, Luis. A Era do algoritmo chegou e seus dados são um tesouro. El País, 2018. Disponível em: <https://brasil.elpais.com/brasil/2018/03/01/economia/1519921981_137226.html> Acesso em 2 de setembro de 2018.

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *